Moro cobra Temer para trabalhar com STF para manter prisão de condenados em 2ª instância

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Moro cobra Temer para trabalhar com STF para manter prisão de condenados em 2ª instância

Moro cobra Temer para trabalhar com STF para manter prisão de condenados em 2ª instância

Moro sobre possível revisão da prisão de condenados em 2ª instância: 'Grave retrocesso'
Jales Valquer/Fotoarena/Folhapress - 05.12.2017

 

Escolhido o "Brasileiro do Ano" na premiação da Revista IstoÉ, na noite desta terça-feira (5), o juiz federal Sérgio Moro pediu publicamente ao presidente Michel Temer (PMDB), durante a cerimônia, que trabalhasse institucionalmente junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) para manter a prisão de condenados em segunda instância.

Para Moro, se o Supremo fizer a revisão desta diretriz será um "retrocesso", pois antes dela "muitas vezes processos envolvendo crimes complexos contra pessoas poderosas nunca chegavam ao fim", com a possibilidade de inúmeros recursos antes de a prisão ser efetivada.

Moro cobra Temer para trabalhar com STF para manter prisão de condenados em 2ª instância

"Se houver a mudança, de fato, isto seria um grave retrocesso", disse. “Tomando a liberdade senhor presidente, que utilize o seu poder, respeitando evidentemente a independência do Supremo Tribunal Federal, para influenciá-lo de forma a não alterar este precedente. O governo federal tem um grande poder, uma grande influência e pode utilizar isso. Pode-se trabalhar junto ao Supremo Tribunal Federal para que não altere este precedente", completou.

Em seu discurso, Moro defendeu o legado do ministro do STF Teori Zavascki, morto em um acidente aéreo no início do ano, e pediu licença para sugerir uma serie de políticas públicas para combater a corrupção sistêmica.

Temer, que discursou na sequência, calou-se sobre o tema e fez um discurso protocolar, cumprimentando os premiados da noite.

Antes do discurso de Moro, o presidente Michel Temer, o presidente do Senado, Eunicio Oliveira (PMDB), e os ministros Henrique Meirelles e Moreira Franco aplaudiram o magistrado de forma comedida: todos estes ficaram sentados no momento em que a plateia e os outros convidados bateram palmas ao juiz federal de pé.

 
Polícia Federal

Moro cobrou também investimentos na Polícia Federal. De acordo com o magistrado, "é preciso fortalecer a Polícia Federal com investimentos, recursos, não só financeiros, mas também com recursos humanos".

"Pedindo vênia ao ministro Henrique Meirelles, que faz um magnífico trabalho na economia e todo esforço de ajuste fiscal, mas me parece que alguns investimentos são necessários para o refortalecimento da Polícia Federal", cobrou Moro.

O juiz afirmou ainda que "o investimento na atuação do Estado contra a corrupção traz seus frutos", anunciando que na próxima quinta-feira (7) será realizada uma cerimônia em Curitiba para marcar a devolução de mais de R$ 600 milhões aos cofres da Petrobras, resultado do combate à corrupção. "Então investir no combate à corrupção é algo que leva à economia."

Moro cobra Temer para trabalhar com STF para manter prisão de condenados em 2ª instância

Após discurso de Moro, Michel Temer (foto) se calou sobre prisão em 2ª instância
Marcos Corrêa/PR - 05.12.2017

 

 

Fonte: R7

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Olá, deixe seu comentário para Moro cobra Temer para trabalhar com STF para manter prisão de condenados em 2ª instância

Enviando Comentário Fechar :/